As duas faces da conectividade digital: a transformação das dependências sociais

Publikation: Bidrag til bog/antologi/rapportBidrag til bog/antologiForskning

Dokumenter

A experiência da conectividade digital tem duas faces: a mídia online capacita o indivíduo a se comunicar e agir além do seu espaço social imediato, mas essas mídias também criam novas formas de dependências devido ao aumento da presença, na vida social cotidiana, das demandas institucionalizadas, por exemplo, o local de trabalho e o mercado. Com base em informações teóricas da teoria da dependência da mídia (BALL-ROKEACH et al., 2001), da teoria crítica (HABERMAS, 1989), do interacionismo simbólico (GOFFMAN, 1971) e das teorias da mídia de rede social (DIJCK, 2013), especifico como a conectividade digital envolve uma reestruturação das interdependências sociais. A experiência ambígua de maior conectividade reflete um processo mais amplo de midiatização em que as racionalidades instrumentais se tornam presentes e influentes nas configurações do mundo da vida. Os argumentos teóricos são ilustrados pelos resultados de uma pesquisa de dependência de mídia na Dinamarca.
OriginalsprogPortugisisk
TitelEntre o que se diz e o que se pensa: onde está a midiatização?
RedaktørerJairo Ferrreira, Ana Paula da Rosa, Antonio Fausto Neto, José Luiz Braga, Pedro Gilberto Gomes
Antal sider27
Udgivelses stedSanta Maria, Brazil
ForlagFACOS Universidade Federal de Santa Maria
Publikationsdato20 jan. 2019
Sider253-279
ISBN (Elektronisk)9788583840572
StatusUdgivet - 20 jan. 2019

Antal downloads er baseret på statistik fra Google Scholar og www.ku.dk


Ingen data tilgængelig

ID: 214015116